Fique por dentro dos artigos e posts da T4

Blog

Possibilidades de financiamento para projetos científicos - Conheça

O financiamento para projetos científicos sempre está entre os temas mais procurados pelas pessoas, por conta das muitas dúvidas sobre quais as alternativas disponíveis para financiamento.

financiamento da pesquisa no Brasil ocorre por meio de diferentes sistemas e instituições de fomento, dentre eles:

  • CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) - localizado em Brasília, atua financiando projetos de pesquisa, bolsas e programas de cooperação internacional;
  • FINEP (Financiadora de Estudo e Projetos) - localizada no Rio de Janeiro, destina investimentos a projetos tecnológicos em parceria com empresas. Utiliza como fonte de recursos o FNDCT (Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e Fundos Setoriais;
  • CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), agência de financiamento e de avaliação do Ministério da Educação;
  • BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), um dos principais instrumentos de financiamento de longo prazo do país, que se estende a diversos segmentos da economia, inovação e desenvolvimento.

O consultor empresarial da T4 Consultoria, Marcelo Viana, explica que no caso de empresas, o financiamento para projetos científicos precisa ser realizado junto ao órgão que mais se encaixe com a proposta do projeto:

“É fundamental ter definido quais os objetivos que se deseja alcançar e se o edital contempla os interesses no projeto”, acrescenta.

Financiamento para projetos científicos – alternativas no Brasil

Financiamento para projetos científicos via BNDES

Essa é uma das principais opções no país. Oferece linhas de crédito para diversos fins como: ampliação, expansão, modernização, infraestrutura, etc.

São muitas as possibilidades para atender aos objetivos do negócio, como:

  • Projetos de ampliação de capacidade produtiva;
  • Projetos com foco em práticas sustentáveis como: redução do consumo de energia e aumento da eficiência do sistema energético;
  • Projetos voltados à expansão e modernização da infraestrutura de geração de energia a partir de fontes renováveis e termelétricas a gás natural;
  • Projetos de investimento com foco na mobilidade urbana;
  • Entre outros.

“Quando se fala em tecnologia, por exemplo, há uma linha muito interessante que é a BNDES Pilotos IoT – Internet das Coisas. Na lista de projetos que se enquadram estão os ambientes: saúde, rural e cidades”, explica Viana.

Nessa linha específica BNDES, planos de projetos são selecionados por Grupos Multidisciplinares de Avaliação, um para cada ambiente (saúde, rural e cidades). Esses grupos são compostos por integrantes internos e externos ao BNDES. O primeiro projeto-piloto foi aprovado em novembro deste ano.

FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Quando o tema é o financiamento para projetos científicos, a FAPESP é uma das alternativas. A fundação apoia projetos apresentados por pesquisadores que estejam vinculados a instituições no Estado de São Paulo.

“O apoio depende da análise de mérito de cada projeto, que é realizada por uma assessoria científica e tecnológica. Costuma ocorrer concessão de bolsas e auxílios em diversas modalidades”, esclarece Viana.

É fundamental acessar o site da Fundação para conferir as propostas disponíveis, como entre a FAPESP e a NSF (National Science Foundation), dos Estados Unidos com foco na cooperação científica por meio dos programas BIOTA e Dimensions of Biodiversity.

FINEP – Financiadora de Inovação e Pesquisa

Faz parte da FINEP o FNDCT (Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), que tem como foco direcionar financiamento em prol da inovação e do desenvolvimento científico e tecnológico, a fim de promover o desenvolvimento econômico e social do Brasil.

Dentro da opção FNDCT, há no site a área “Quais são os Fundos Setoriais” e nesse campo, é possível acessar os inúmeros setores e seus fundos de investimento específicos, como é o caso do CT-Energia.

FUNDAG – Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola

Essa é uma opção que atua em prol do desenvolvimento de projetos científicos voltados à área do Agronegócio e meio ambiente (NITs). Também disponibiliza para as organizações parceiras o uso da Lei do Bem, em projetos conjuntos, beneficiando quem financia esses negócios.

O financiamento para projetos científicos encontra muitos e diferentes caminhos no Brasil:

“No caso de empresas que desejam viabilizar recursos para projetos sejam de inovação, tecnológicos, de infraestrutura, entre outros, é fundamental se atentar às opções, editais, se realmente se encaixam com os objetivos da empresa”, conclui o especialista.

Fale Conosco

Nossos profissionais podem fornecer maiores detalhes sobre nossos serviços.

Todos os direitos reservados - 2020

Contato

  • (11) 2787-6430

  • Avenida Paulista, 1079 - 7º andar

  • São Paulo – SP

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.